Prefeitura de Búzios intensifica o combate à dengue com mutirões com visitação nos bairros

Desde a última semana os Agentes de Controle de Endemias intensificam o trabalho de prevenção e combate já realizado durante todo o ano

O trabalho permanente de busca e eliminação de criadouros do mosquito Aedes Aegypti está sendo intensificado desde a última semana pela Prefeitura de Búzios, com o início dos mutirões de vistorias.  O trabalho dos Agentes de Controle de Endemias (A.C.E), por meio de visitas domiciliares diárias, e ações de bloqueio em casos suspeitos, controle de pontos estratégicos, e atendimentos a reclamações, é realizado de segunda a sexta-feira ao longo de todo o ano, mas com os mutirões há um foco maior de ação junto à população, a principal parceira da Secretaria de Saúde no combate à dengue e outras arboviroses.

Divido por zonas, que seguem um cronograma montado a partir dos dados obtidos por meio do índice do levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (Lira) e o Índice de Infestação Predial (IIP), as equipes percorrem bairro por bairro do município, e os agentes visitam todas as casas, com auxílio dos moradores. Os A.C.E vistoriam casas e quintais para identificação de possíveis criadouros do mosquito, realizam coleta, colaboram na eliminação dos focos, e reforçam as orientações de prevenção.

As arboviroses são doenças típicas do período do verão, sendo o maior risco de contaminação entre janeiro e março, com tendência a diminuição no mês de abril. Em Búzios, os casos notificados ficaram abaixo da média, mesmo no período de maior risco. Entre os meses de março e abril, foram registrados apenas 10 casos de arboviroses, mas o índice de infestação na cidade está atualmente em 4,5%, número acima do tolerado pelo Ministério da Saúde, sendo 75% dos focos, encontrados dentro das residências. Os locais de maior incidência são reservatórios de água de geladeira, caixas d’água ligada a rede, vaso sanitário, ralinhos de banheiro e bebedouros de animais, e, principalmente, em bromélias de jardim. Outra questão são os chamados “materiais rolantes”: pneus, pratinho de plantas, tampa de garrafas, tonéis, bacias ou baldes com água de chuva.  Por isso o apoio da população é fundamental.  

A Prefeitura segue intensificando as ações de controle no intuito de impedir a proliferação vetor, comprometidos com a saúde pública, e afinados com o programa nacional de combate ao Aedes aegypti, mantém uma equipe especializada e empenhada no processo durante todo o ano.

Sua Solicitação foi enviada com sucesso!

Sua conta foi criada com sucesso