Búzios faz alerta sobre circulação do Aedes Aegypti na cidade.

A Secretaria de Saúde de Búzios, por meio da Vigilância Epidemiológica e do setor de Combate às Endemias faz alerta sobre a circulação do Aedes Aegypti no município.

De acordo com o Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa) de 2021 realizado pelos agentes de Endemias do município, o crescente número de casos confirmados por Dengue em 2021 e aos devidos eventos constantes de chuvas ocorridos no período do verão de 2022, que são propícios ao desenvolvimento do mosquito transmissor de doenças como a dengue, Zika e Chikungunya, torna-se cada vez maior o risco de uma epidemia das doenças relacionadas a este vetor no município.

O controle e combate ao Aedes Aegypti dependem da ação efetiva de cada morador, pois a responsabilidade de manter o quintal limpo é dever de cada cidadão.

De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Aline Vieira, “os Agentes só podem entrar nas residências com a autorização e acompanhamento do morador, onde as inspeções são feitas com intuito de eliminar possíveis focos de mosquito e também efetuar tratamento com biolarvicida quando o deposito não pode ser eliminado. O trabalho do Agente de endemias consiste em orientar e educar o morador para que eles possam cuidar cada um do seu quintal e de suas casas, isso está sendo feito em todos os Bairros do município”.

Além das ações dos agentes de Endemias, é importante que cada um faça sua parte, revisando a residência e local de trabalho, eliminando os criadouros do mosquito, como:

– Lave e fecha a caixa d’água;

– Não deixe água acumular nas calhas;

– Limpe quintais e jardins;

– Não jogue lixo em terrenos baldios.

Qualquer dúvida ou auxílio sobre os mosquitos Aedes Aegypti a população encontrará na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência.

Sua Solicitação foi enviada com sucesso!

Sua conta foi criada com sucesso