TTUR

Acesso Búzios

blank

NFS-e

blank

IPTU

blank

Protocolo

blank

Diário Oficial

blank

Transparência

Prefeitura de Búzios realiza reunião em parceria com Ministério Público para tratar da legalização dos eventos de fim de ano

Nesta sexta-feira (06), foi realizada uma reunião no Hotel Rio Búzios, em João Fernandes, com representantes do Poder Executivo Municipal, Legislativo, MP e produtores de eventos do município, para tratar da legalização dos eventos de fim de ano.

Na ocasião, os representantes das secretarias responsáveis pela fiscalização e liberação dos eventos, alertaram aos produtores de eventos para agilizar os pedidos das festas que ocorrerão no município.

blank

De acordo com o subsecretário de Segurança e Ordem Pública, Maycon Siqueira, a legalização dos eventos é de suma importância para elaboração das ações de ordenamento do trânsito, para que não haja um colapso durante os festejos do final de ano, e principalmente, para que possa planejar a própria segurança durante as festas. Outra questão, são os eventos com fogos, na cidade só é permitido fogos de baixo estampido. É necessário informar no processo para que a Secretaria do Ambiente e Urbanismo possa analisar.

Este ano, o MP, participará junto com a Prefeitura do planejamento de eventos do final de ano. Segundo o Promotor de Justiça de Tutela Coletiva de Cabo Frio, Dr. Vinicius Lameira, é importante que os produtores de eventos formulem seus pedidos e indiquem o tamanho da festa e estimativa de público. A atuação do MP, será basicamente em dois aspectos: Poluição Sonora e Tráfego.

blank

“O MP tem uma assessoria técnica relacionada a mobilidade urbana que estará participando do esquema de trânsito, para que a cidade não sofra igual ano passado e que lugares inadequados não sirvam como local de ventos de grande porte, incompatível com as características da localidade. Hoje é o primeiro passo para a gente amenizar os conflitos, o ponto de análise e atuação do MP, é a Legislação. Temos em Búzios, a Lei de uso e ocupação do solo, que determina os usos possíveis e vedados em cada zona. A Lei de Búzios é muito objetiva, ela que fornece os parâmetros de onde e como uma festa pode ser realizada. Em relação a ruídos, quem quiser fazer evento em zona residencial, tem que ter projeto de isolamento acústico. Quem emite ruídos acima do permitido, está sujeito a infração civil, administrativa e inclusiva penal. Pode ser uma contravenção de perturbação do sossego ou se tiver algum estabelecimento que reiteradamente descumpre esses ruídos e causa prejuízo ao bem-estar e a tranquilidade de seus vizinhos, pode ser inclusive enquadrado nas leis de crimes ambientais. O MP vai seguir a lei, e sempre que for acionado, também acionaremos os fiscais da Prefeitura de Armação de Búzios. e é isso que vamos atuar”, disse o promotor.

blank

O secretário do Ambiente e Urbanismo, Evanildo Nascimento, destacou que a corresponsabilidade é de todos. “Essa corresponsabilidade tem que ocorrer de forma consciente, cada um sabe da responsabilidade que tem. Nossa cidade é turística, e conhecida mundialmente. É preciso ter consciência, educação ambiental e cooperação de ambas as partes. No final do ano, a população triplica, porém se cada um fizer sua parte e respeitar o direito do outro e as Leis municipais, os festejos de fim de ano transcorrerão de forma harmoniosa entre todos os moradores e visitantes.

blank

Participaram da reunião: O Promotor de Justiça, Dr. Vinicius Lameira, Procurador do município, Thiago S. Ferreira, o secretário do Ambiente e Urbanismo, Evanildo Nascimento, o subsecretário de Segurança e Ordem Pública, Maycon Siqueira, o presidente da Câmara Municipal, Rafael Aguiar e a representante da 127ª DP, Carolina Bueno. Os vereadores Raphael Braga e Victor Santos também compareceram na reunião.  

Cadastro realizado com sucesso

Sua Solicitação foi enviada com sucesso!

Sua conta foi criada com sucesso