A prefeitura responde

A prefeitura responde

1 – Quando os comércios voltados para o turismo irão reabrir para o público?

O prefeito André Granado tem feito reuniões com grupos de empresários do segmento gastronômico e hoteleiro de Búzios. Os grupos formados por representantes de associações e proprietários de negócios, estudam, em colaboração com a prefeitura, possibilidades da reabertura gradativa da cidade. A reflexão deve contemplar o cumprimento das medidas de prevenção e higiene determinadas pelos decretos municipais (uso de máscaras e distanciamento social de 1,5 m.

A criação de um protocolo com regras específicas para o funcionamento dos restaurantes durante a pandemia da COVID-19, foi sugerida. Este protocolo visa à organização do setor, mediante a determinação de número de clientes e de mesas, reorganização e utilização dos espaços internos e externos para o atendimento, redução do horário de funcionamento, controle do uso de máscaras para os funcionários, gerentes, “chefs” e proprietários, entre outras medidas necessárias para um retorno seguro para toda a população. Até a presente data, não há previsão de reabertura para o setor, apenas estudos.

2 – As praias de Búzios permanecem fechadas?

Desde o Decreto Municipal nº 1.366/2020, emitido pelo prefeito André Granado, determinando o estado de calamidade pública no município, medidas de combate à propagação da COVID-19 foram adotadas como forma de enfrentamento à pandemia.  Entre as principais determinações, via decreto, constam: a restrição de circulação na cidade, através da instalação das barreiras sanitárias nos pontos estratégicos de acesso, a suspensão de eventos, festas, cultos religiosos, o atendimento ao público dos restaurantes, dos comércios e serviços não essenciais à população, entre outras importantes decisões.

As praias da cidade estão incluídas nestas determinações e, portanto, permanecem fechadas.
Estão proibidas nas praias de Búzios todas as atividades físicas, as práticas esportivas, o lazer, os banhos de mar e os banhos de sol.

A prefeitura afixou placas sinalizadoras, com instruções de advertência, nas principais servidões e nos acessos das praias do município, indicando a proibição de circulação de pessoas e de banhistas no mar, nas areias e nas orlas da cidade.

3 – Estão vacinando grupos de risco contra a gripe?

No dia 23 de março, a Prefeitura de Búzios iniciou uma campanha pioneira de Vacinação em Casa. A Vacinação contra a gripe, realizada na casa dos idosos, mobilizou a cidade durante quatro semanas, imunizando mais de cinco mil pessoas da terceira idade. A ação atingiu mais que o dobro do objetivo estabelecido pelo Ministério da Saúde. A Prefeitura de Búzios segue orientando as pessoas, com 60 anos ou mais, que por algum motivo não foram vacinadas em casa, para que se dirijam ao posto de saúde mais próximo, onde serão vacinadas contra a gripe.

A segunda etapa da 22ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza prossegue de acordo com o calendário do Ministério da Saúde e contempla, nesta fase, os grupos de risco, formado por pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, além dos profissionais das forças de segurança e salvamento. Em Búzios, esta segunda etapa de vacinação acontece nos postos e unidades de saúde nos bairros.

Para ter direito à vacinação, o cidadão deve estar de posse de um comprovante médico que confirme a condição de estar inserido no grupo de risco. São válidas receitas médicas que indiquem o uso de medicação controlada, atestados médicos, e até mesmo a verificação dos dados do prontuário do paciente cadastrado na unidade básica de saúde da qual pertence.

Vale ressaltar a importância dos cuidados básicos de prevenção e de higiene: usar máscaras ao sair de casa, manter o distanciamento social entre as pessoas, evitar filas, aglomerações, lavar bem as mãos com água e sabão e usar o álcool em gel 70%.

4 – As barreiras sanitárias estão funcionando em relação à entrada de turistas na cidade?

A ação dos fiscais sanitários e dos agentes de segurança tem sido eficaz, coibindo o ingresso de turistas na cidade. No entanto, podem entrar no município, proprietários de casas de veraneio e seus familiares, pelo direito a estadia em suas respectivas residências. Cabe a este grupo, a obrigatoriedade de cumprir o isolamento social, permanecendo dentro de suas casas, assim como observar todos os protocolos de prevenção e de higiene adotados na cidade, através dos decretos municipais emitidos pelo prefeito André Granado, em razão da pandemia do novo coronavírus.

As regras de conduta se estendem à proibição do acesso às praias da cidade, a proibição de festas particulares, assim como a restrição de uso nos espaços comuns dos condomínios (piscinas, quadras esportivas, parquinhos, churrasqueiras, sauna e demais áreas sociais) além do uso constante de máscaras, respeito ao distanciamento social de 1,5m entre as pessoas, no caso de sair para mercados, farmácias e outros serviços essenciais.

A Prefeitura de Búzios, através da Coordenação de Posturas, adverte aos veranistas e aos visitantes temporários, especialmente os proprietários de residências em condomínios localizados próximo às servidões e aos acessos às praias, que estão proibidos banhos de mar, banhos de sol, práticas esportivas, atividades de lazer e de outras atividades similares em todas as praias do município.

5 – Quantos testes para COVID-19 foram realizados em Búzios até agora?

A Prefeitura de Búzios realiza dois tipos de testes para diagnóstico da COVID-19 nas pessoas que apresentam sintomas da contaminação pelo novo coronavírus e que tenham passado pela triagem nas unidades básicas e postos de saúde, nos bairros. Estes testes são gratuitos e realizados pelas equipes da Saúde do município.

Os testes rápidos, do tipo IGG, indicam se o indivíduo teve ou não contato com o vírus. Por esse motivo, conforme recomendação do Ministério da Saúde, os testes rápidos são destinados principalmente para os profissionais da saúde e da segurança pela atuação direta na linha de frente do trabalho. Já os testes do tipo PCR-SWAB, são realizados nos casos avaliados como suspeitos; identificam o vírus em atividade no organismo do paciente, entre o terceiro e o décimo dia, a partir da constatação dos sintomas da doença.

O número total de testes realizados pela Prefeitura de Búzios é de 453 exames para diagnóstico da COVID-19, entre testes rápidos e PCR-SWAB, até a presente quinta-feira (07/05).

Comentários do Facebook
FECHAR ACESSIBIILIDADE